Brasil e Portugal


Brasil 0 x 0 Portugal
Jogão.
Pelo menos foi isso o que todo torcedor esperou, mas não aconteceu... Infelizmente .
A boa e velha rima vinha na cabeça de vez em quando:
‘Português rima com freguês’. E dela vinham bons momentos nos quais a nossa seleção venceu muito bem Portugal, a lembrança mais recente e mais lembrada foi a do 6x2 em novembro do ano passado, mas há muitas outras. Disso pensamos então:
‘Oxe ! O Brasil num tem como perder não, Portugal pode ter ganhado de sete, mas num ta lá essas coisas não !’
Porém essa segurança se esvai completamente, quando lembramos que já perdemos algumas vezes,e não foi bonito, lembra-nos que eles têm C. Ronaldo, O CRAQUE, e ótimos jogadores de qualidade como:
Deco, Liedson, Simão . . .
Daí, a nossa segurança perde a vez.

O Brasil para jogar contra Portugal enfrentou diversos problemas, tais como. Jogar sem Kaká, Elano e Robinho, e por causa disso perderam a criatividade no meio do campo, ou seja, os contra ataques não eram muito concisos e muito menos efetivos.
Portugal jogando recuado, com apenas um homem a frente dos ataques, deu ao Brasil a chance de várias retrancas, porque a movimentação no setor ofensivo estava vergonhosa, e pra completar os meias não conseguiram cumprir a sua função, amar o jogo.
No segundo tempo, Portugal fez algumas alterações que, foram suficientes para que os portugueses dominassem o jogo deixando a nossa seleção sem muitas opções de ataque já que a seção ofensiva não estava correspondendo aos seus deveres, graças a isso nossos zagueiros tiveram muito trabalho, principalmente Lúcio, tendo que parar diversas vezes O CARA, Cristiano Ronaldo.
Ramires entrou no lugar de Júlio Baptista e Grafite, no de Luís Fabiano. Porem nenhum dos dois fez alguma grande diferença.
No primeiro tempo ainda houve os cartões, para Luís Fabiano que após uma entrada dura recebem um amarelo, Pepe cometeu uma falta muito dura em Felipe Melo, machucando o seu tornozelo, recebeu o amarelo, mas o camisa 5 da seleção canário não deixou só por isso e descontou dando em Pepe uma forte entrada, levando em seguida um amarelo pela falta, Dunga percebendo que as coisas iriam esquentar substituiu o volante, ainda no primeiro tempo.
O toque de bola dos brasileiros foi a característica mais marcante, muitos toques de bola resultaram em 63% de posse da jabulani. Nilmar tentando mostrar que merecia seu espaço e meteu uma bola na trave, deu chapéu e acreditou em todas as bolas, mas infelizmente não marcou.
Esperava-se mais da dupla: Júlio Baptista e Daniel Alves. Júlio foi decepcionante, não aparecia no jogo e quando pegava na bola não desequilibrava como fazia antes, já Daniel Alves mostrou mais serviço, e apesar de não ter sido brilhante mostrou a que veio.
Portugal deve ter gostado do jogo, a final sua retranca funcionou e o time foi perigoso, ainda mais no segundo tempo. Foi um adversário muito mais difícil do que a Costa do Marfim ou a Coréia do Norte, mas esperava-se mais da seleção canarinho. Cristiano, infelizmente e merecidamente, terminou como o melhor da partida.
O Brasil, não o BRASIL, mas jogou bem o suficiente para segurar o empate, o que foi bom, pois nos garantiu a liderança do grupo G e ainda pegamos um adversário que por tradição já virou nosso freguês, o Chile.
Vamos ver o que nos aguarda, uma zebra ou uma tradicional, SURRA . uahsauhau

Nenhum comentário: